Erros Fracionais (grau do olho)

Os erros refracionais (de grau) podem ocorrer, principalmente, por alteração na córnea e/ou cristalino.

Miopia é uma deficiência visual que dificulta a visualização de objetos que estão longe. Uma pessoa míope consegue ver objetos próximos com nitidez.

A miopia é causada por um aumento anormal do eixo ocular (miopia axial) ou por uma ação de refração demasiado intensa do cristalino (miopia de refração), o que faz com que os raios refratados através do cristalino se encontrem antes da retina.

erros-refracionais

Hipermetropia é uma deficiência visual que dificulta a visualização de objetos que estão perto.

A imagem fica formada atrás da retina. Isso acontece principalmente porque o olho do hipermétrope é um pouco menor do que o normal. Outras causas incluem situações em que a córnea ou o cristalino apresentam alterações no seu formato que diminuem o seu poder de grau.

hipermetropia

O astigmatismo é uma deficiência visual que dificulta a visualização de objetos que estão tanto de perto como de longe. É causada pelo formato irregular da córnea ou do cristalino formando uma imagem em vários focos que se encontram em eixos diferentes. As imagens ficam embaçadas porque alguns dos raios de luz são focalizados e outros não. A sensação é parecida com a distorção produzida por um pedaço de vidro ondulado.

Presbiopia, popularmente conhecida como “vista cansada”, é uma deficiência visual que dificulta a visualização de objetos que estão de perto e ocorre com o envelhecimento da pessoa a partir dos 40 anos de idade.

Ambliopia, popularmente conhecido como “olho preguiçoso“, é uma disfunção oftálmica caracterizada pela perda da visão num dos olhos que não desenvolve seu potencial visual máximo, mesmo sem que o olho afetado mostre qualquer anomalia estrutural. As causas mais comuns são estrabismo, anisometropia (importante diferença de graus entre olhos da paciente) e traumas oculares na infância.

Cirurgia Refrativa a Laser

A cirurgia refrativa pode ser indicada para a correção de miopia, astigmatismo, hipermetropia e presbiopia. É indicada para eliminar ou diminuir a dependência de óculos ou lentes de contato no dia a dia.

A cirurgia pode ser indicada para pacientes com mais de 20 anos e alguns exames pré operatórios devem ser realizados para que a cirurgia possa ser indicada corretamente.

Quais as técnicas mais utilizadas?

As técnicas mais utilizadas são o PRK, LASIK e cirurgia personalizada. Em cada caso, o médico discutirá com o paciente a técnica mais precisa, orientando qual o tipo de cirurgia a ser realizada.

Como é realizada a cirurgia?

É um procedimento ambulatorial, portanto, não necessita de internação.
O tempo de cirurgia é de 8 a 10 minutos por olho, cerca de 15 minutos os 2 olhos.

A anestesia é feita com gotas de colírio anestésico, sendo indolor.

O que é cirurgia Personalizada?

Essa técnica permite corrigir com maior precisão principalmente os altos graus, pacientes submetidos a cirurgia de Ceratotomia Radial (cirurgia de bisturi) que estejam com qualidade visual ruim com óculos e pacientes com diâmetro pupilar aumentado.

O planejamento da cirurgia é feito através do exame de aberrometria (ou wave front), que traz informações a respeito do relevo de cada córnea.

Cuidados no pós operatório

  • Usar os colírios prescritos com as mãos lavadas.
  • Enxugar os olhos com lenços de papel.
  • Dormir com os protetores de plástico colocados no final da cirurgia – durante 8 dias.
  • Evitar ambientes com muito pó, vento e substancias voláteis durante 1 mês.
  • Não praticar esportes, banhos de mar e de piscina durante 1 mês.
  • O paciente está liberado para dirigir após o terceiro dia, salvo recomendação médica em contrário.