A catarata é uma doença que ocorre opacidade parcial ou total do cristalino comprometendo a visão e qualidade de vida do paciente.
O paciente com catarata enxerga as imagens nubladas e as cores não nítidas.

Causas

A principal causa é o envelhecimento, surgindo a partir dos 55 anos de idade. Pode acontecer também ao nascimento, em decorrência de trauma, diabetes e uso prolongado de corticoides.

O que o paciente sente

O paciente com catarata tem pior qualidade de visão, com dificuldade de diferenciar cores e ver imagens com nitidez.

Geralmente, como a evolução da catarata é lenta, o paciente não percebe a perda progressiva da visão. Isso leva a insegurança no dia a dia do paciente, como andar sozinho e realizar atividades corriqueiras.

Diagnóstico

A avaliação de rotina dos seus olhos auxilia no diagnóstico e no momento necessário para o tratamento cirúrgico.

Tratamento

A cirurgia é a única forma de tratamento. Não existe a cura da catarata por uso de colírios ou óculos de grau. O procedimento cirúrgico consiste na retirada do cristalino doente, que é substituído por uma lente artificial.

Este procedimento devolve a nitidez da visão e das cores com melhora da qualidade de vida do paciente.

Cirurgia de Catarata

Lente Intra-ocular

É a lente artificial colocadas dentro do olho, podendo corrigir o grau do olho.

Elas podem ser:

  • Rígida: é uma lente não flexível, não permite fazer abertura pequena na córnea e necessita dar pontos no olho operado;
  • Dobrável: por ser flexível, permite realizar abertura pequena na córnea, sem ter necessidade de ponto no olho operado;
  • Premium: é a lente dobrável que possibilita corrigir o grau de astigmatismo e presbiopia.

Cuidados Pós-operatório

A cirurgia de catarata exige cuidados pós-operatórios como qualquer outra cirurgia, por isso, é importante seguir as recomendações médicas para plena recuperação.

É recomendado:

  • Usar corretamente os colírios pedidos sempre com as mãos lavadas;
  • Não coçar os olhos, apertar-los ou dormir em cima deles;
  • Evite fazer esforços físicos, como arrumar a casa, lavar, carregar pesos;
  • Não abaixar a cabeça e realizar movimentos bruscos;
  • Evitar ambientes poluídos ou com poeira;
  • Não dirigir ou trabalhar sem consentimento médico.